ultrapassagem-de-risco

Ultrapassagens de risco: fuja delas e aprenda a ultrapassar com segurança.

Sempre chegam até todos nós notícias de ultrapassagem que acabam muito mal: acidentes, feridos e até morte de passageiros e motoristas. Falamos aqui sobre direção defensiva, mas quando falamos de viagens de carro também é importante falar sobre ultrapassagem, já que ela ocorre tantas vezes em uma mesma viagem.

Sendo uma das maiores causas de acidentes nas estradas, a ultrapassagem mal calculada ou feita em situações de risco coloca a vida do motorista, de seus passageiros e de todos os outros ocupantes dos carros que rodam na mesma região em perigo.

No artigo de hoje, vamos te dar algumas dicas para lidar corretamente com o trânsito nas estradas, realizando ultrapassagens com máxima segurança. Continue a leitura para saber mais!

Sinalize a intenção de ultrapassagem

Apesar de parecer uma dica básica, ainda há muitos motoristas que se esquecem de dar seta ou simplesmente não acham importante acionar esse mecanismo do carro ao ultrapassar. A seta é um item de extrema importância e deve ser utilizada sempre, sem nenhuma restrição.

Antes de tentar a ultrapassagem, deve-se ligar a seta, alertando os outros motoristas do seu intuito. Enquanto a ultrapassagem está sendo feito, mantenha-a ligada e, ao voltar, dê seta para a direita sinalizando que está entrando de volta na pista de origem. Acionar a seta é de extrema importância e é o meio de comunicação entre os veículos, portanto, nunca se esqueça dela.

Utilize a marcha correta para maior desempenho

Ao realizar a ultrapassagem, principalmente nas pistas simples, é importante que o motorista seja rápido, porém com segurança. Depois de analisar a oportunidade, é preciso diminuir a marcha para utilizar toda a potência do motor.

Se o carro tiver conta-giros, reduza e acelere até que o ponteiro alcance o local próximo ao ponto máximo de rotação; isso fará com que você aproveite o máximo da marcha sem danificar o motor. Então, passe para a próxima marcha. Dessa forma, o carro terá mais velocidade e a ultrapassagem poderá ser feita rapidamente.

Fique atento à sinalização e respeite-a

As faixas colocadas nas estradas simbolizam se é proibido ou não fazer ultrapassagens no local. As faixas contínuas proíbem a manobra, pois estão sempre localizadas em locais em que a visibilidade do motorista é comprometida, enquanto as tracejadas indicam que está liberada.

Além de não ser segura, a ultrapassagem em faixa contínua conta como infração de trânsito: a multa é de R$ 957,70 e o motorista perde 7 pontos na CNH. O mesmo acontece em ultrapassagens pelo acostamento, que, além de serem extremamente perigosas, uma vez que o lado esquerdo tem uma visibilidade muito menor para o motorista, resultam em uma autuação com multa de mesmo valor de ultrapassagem na faixa continua, com perda de 7 pontos na carteira.

Use os faróis mesmo durante o dia

Ao utilizar os faróis, você fica mais visível para os outros carros, mesmo durante o dia. Ao realizar a ultrapassagem, os faróis alertam ao carro da faixa ao lado que existe outro veículo em sua direção e ele pode reduzir a velocidade, proporcionando mais segurança para ambos.

Nunca vá para o acostamento

Caso a ultrapassagem seja mal calculada e você perceba que outro carro está vindo em sua direção, a melhor opção é reduzir ao máximo e tentar entrar atrás do carro do lado direito. Se jogar o carro para o acostamento, você corre o risco de o outro veículo pode fazer o mesmo, ocasionando uma colisão frontal.

A segurança no trânsito nas estradas depende de todos os motoristas. Calcular, sinalizar e se fazer notar são hábitos que devem ser cultivados sempre nas estradas. O respeito aos outros veículos é muito importante e pode evitar uma série de acidentes, muitas vezes fatais.

Você já passou por alguma situação em que sua atitude o salvou de um acidente? Escreva nos comentários abaixo!

Aluguel de carros Brasil

1 responder

Deixe uma resposta

Gostaria de deixar seu comentário?
Sinta-se à vontade para comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>